Pesquisar neste blog

segunda-feira, 23 de janeiro de 2012

7 (...)

Sentimento ambíguo
Aliado da distância
Um pequeno espinho na grande rosa
De expressão zombeteira
Ainda assim é incapaz de nos esmorecer
De repente, qual um milagre, perde as forças
E enfim torna-se lembrança

    Palavra bela, significado dolorido
    Sentimento nobre
    Apenas uma mensageira

    Ressaltando a marca do que já se foi
    E anunciando algo por vir
    De volta para casa...

Angelus.


Sabor da alma
Amor atrelado em versos
Um sentimento com gostinho de bis
De dentro, por dentro da gente
A costurar os retalhos que a vida deixou
Desconfia do destino e credita a fé
E então, respinga doçuras
   
    Faz morada; o longe também é casa
    Basta afeição
    E lá vem ela

    Desvenda o que vai ao íntimo
    Chora e revigora
    E passa, e volta...

Wanderly Frota.


Mais uma parceria com a incrível Wanderly Frota, uma pessoa muito querida para mim.
É sempre um privilégio poder escrever em compnhia de alguém tão delicada com as palavras e com sentimentos. Para quem já conhece e principalmente para aqueles que não conhecem, convido vocês para conhecerem seu blog:

   

   

7 comentários:

  1. Só mesmo quem conhece a saudade sabe o quanto ela dói e aperta, mesmo não tendo braços. E se nos abraços que não sufocam mas que nos enchem de alegria e boa energia, como se pudéssemos flutuar e pular e emoção. Como não saber que a saudade é poesia pura da distância, da expressão verdadeira do sentimento de amor e, porque não, de um pouco de carência pela pessoa amada/querida. Mas a vida é assim, feita de momentos, bons e ruins, aqueles que ficam na lembrança como uma foto guardada com carinho. Você sempre pode pegá-la e voltar ao passado e tentar sentir um pouco daquilo que foi tão especial e que um dia volta.

    Sem querer me estender, mas isso me faz lembrar de um pensamento que diz que se os laços forem fortes e verdadeiros a distância será apenas física/geográfica porque a verdade trata de deixar forte o laço de uma relação independente de tempo e distância.

    ResponderExcluir
  2. Por mais dor e tristeza que uma saudade possa trazer, esses versos a transformou num sentimento terno e sublime, afinal, só sente saudade quem tem uma história para contar, quem sorriu, quem chorou, quem amou, quem perdeu, quem viveu.

    abraços

    ResponderExcluir
  3. Lindo Texto. Adorei a parceria.
    Têm horas que a saudade realmente aperta. É difícil segurar. Mas ás vezes senti-la faz até bem, porque aí sabemos o quanto alguém é especial pra nós!


    Um abraço,
    Thiago Almeida
    O Filho do Vento
    http://thiago-ofilhodovento.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  4. Gosto tanto de acrósticos! Ficou lindinho... essa parceria já deu certo! ;)


    bjinhos JoicySorciere => Blog Umas e outras...

    ResponderExcluir
  5. Amigo,

    Dos teus versos
    saudade é querer que volte pra casa o que nos fez bem e deixou sorrisos na alma

    Dos versos dela
    saudade que faz chorar o coração até acharmos que não tem mais jeito depois passa, adormece e volta quando menos esperamos.

    E eu só sei que saudade dói. E muito.

    Um grande abraço e tenha uma noite abençoada!
    Deus seja contigo

    ResponderExcluir
  6. Eu fiz, há um bom tempo atrás (uns 3 anos) um poema bem neste estilo.
    Mas na época eu era mais despreparado, e o teu está muito bom =D


    Comenta no meu tmb?
    www.luliskd.blogspot.com

    ResponderExcluir
  7. "o longe também é casa" é um título perfeito para um conto!

    ResponderExcluir

Seja muito bem vindo! Sua opinião pessoal sobre o post é muito importante.