Pesquisar neste blog

sexta-feira, 17 de junho de 2011

9 O problema das penitenciárias brasileiras



Na última terça-feira, dia 14/06, um programa de televisão sobre as condições das penitenciárias brasileiras levou-me a refletir sobre esse tema.
     Superlotação. Rivalidade de facções. Violência. Esta é a situação atual do sistema penitenciário brasileiro.
     Com o crescimento da criminalidade, o número de pessoas presas superlota as cadeias, gerando conflitos internos. Porém, o ponto problemático não se encontra na quantidade de presídios, mas sim na de criminosos.
     Esse é um dos problemas mais graves, cuja solução será notada a longo prazo.  O que precisamos é combater a violência e, ao mesmo tempo, investir na educação, desde a infância, garantindo assim que não haja o ingresso de novos membros no mundo do crime.
     Acrescido a essas medidas, há a campanha a favor de penas alternativas para delitos leves, como, por exemplo, prestação de serviços comunitários.
     Já para aqueles que cumprem pena na carceragem, é necessária uma política de reabilitação à vida social.
     Quem entra num presídio não pode deixá-lo pior do que quando entrara. O detento tem que ser capacitado para retornar a vida coletiva. Para isso, devem ensinar-lhe uma profissão, oferecendo oportunidades de trabalho.
     Uma mudança no sistema penitenciário não ocorrerá repentinamente, entretanto uma iniciativa a partir de agora já é um grande passo para nós como cidadãos e como indivíduos.

Angelus.

9 comentários:

  1. Eu concordo contigo. De nada adianta as políticas públicas dizerem que estão combatendo o crime, se na verdade, faltam trabalhar o caráter desses indivíduos. "Quem entra num presídio não pode deixá-lo pior do que quando entrara". O que é realmente importante, é que eles aprendam e consigam se reintegrar no meio social, e a forma com que eles são tratados nas penitenciárias, conta... e muito!

    ResponderExcluir
  2. Já leu Vigiar e Punir? Lá explica pq apesar de toda sua ineficiência em cumprir com suas propostas de reabilitação o modelo prisional continua o mesmo há duzentos anos.

    E essa idéia de reforçar tanto a punição qto os meios de combater a marginalização social para evitar o ingresso de novos membros na "carreira" criminal foi a base da campanha do Tony Blair para primeiro ministro na Inglaterra.

    ResponderExcluir
  3. passando para agradeçer a visita no blog.

    realmente um presídio não é um lugar bom, qualquer um que entrar em um lugar assim vai entender o que um pássaro sente dentro de uma gaiola.

    tenha bons dias!

    ResponderExcluir
  4. O sistema penitenciario desse pais sofre porque não tem uma conduta de reformulação do carater do preso, e sim o sentido de afastar o individuo da sociedade, por acha-lo inapropriado de convivencia...talves precisamos entrar na origem, onde começa um criminoso, para entender essas faculdades do crime que são os presidios de hoje.


    obrigado pelo comentario e volte sempre !
    abraço

    ResponderExcluir
  5. Se a gente for pra pensar também, esse sistema acaba alimentando um circulo vicioso que em poucos e raros casos consegue reabilitar criminosos e os deixa numa condição, digamos melhor, para retornar a sociedade. Desse modo, acaba gerando involuntariamente mais oportunidades para novos crimes visto que muito deles, como você disse, saem pior do que já estavam.

    Obrigado pela sua passagem no meu blog, é sempre um prazer.

    ResponderExcluir
  6. Talvez, e só talvez, a reforma devesse começar por aqueles que fazem as leis.

    http://somosprogramas.blogspot.com/2011/06/diario-de-bordo-criminosos-28052011.html

    ResponderExcluir
  7. Entendo você e até concordo contigo.
    Mas o problema é que o governo não se importa com nada: Educação, sistema carcerário, etc.
    Hoje em dia os presídios servem como "hotel" aos presidiários ao mesmo tempo que ensina a criminalidade aos já criminosos, é uma lástima!

    ResponderExcluir
  8. adoreeei o blog e estou seguindo!!


    qnd tiver um tempinho, de uma passadinha no meu?


    bjooos

    http://cabecafeminina.blogspot.com/

    ResponderExcluir

Seja muito bem vindo! Sua opinião pessoal sobre o post é muito importante.