Pesquisar neste blog

domingo, 22 de maio de 2011

8 Aprendendo com os erros

  

A sensação de ser novo em um lugar é muito ruim, quanto mais num que você não pode errar e, se errar, é porque você é novo e não conhece. Esta sensação que te persegue por um bom tempo, enquanto o seu cérebro se acostuma com todas aquelas novas ferramentas de trabalho.

Na minha situação é diferente um pouco, pois as ferramentas são computadores e isso eu domino rápido. Mas agora é que vem a grande mágica: "o público". Saber lidar com pessoas é uma arte que exige principalmente persuasão, postura e carisma, o que não domino muito bem. Mas devagarinho vou aprendendo com os meus erros, quase que diários. 

Engraçado que os erros me forçam a não errar mais. Aliado com uma capacidade que recentemente descobri, que é aprender rápido a mecânica das coisas - talvez por causa do meu forte senso de observação - as coisas se tornam um pouco fáceis. Mas não deixando de ter suas dificuldades, considerando o nível de cada pessoa.

Mesmo isso tudo ocorrendo, no final eu sinto ser a mesma pessoa, só que ocupada com afazeres o dia todo. Eu estou começando a acreditar em predestinação, porque as coisas acontecem comigo, como se os acontecimentos me guiassem ao caminho certo. Ainda que erre a estrada, o caminho até o fim é o mesmo.
                                                                                 HISOKA

8 comentários:

  1. Obrigada pelo selo! Assim q der vou postar no blog!
    Parabéns!

    http://ocotidianodecadadia.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  2. Devemos apenas viver erros e acertos fazem parte.

    ResponderExcluir
  3. os erros, no final de tudo, nos fazem mais humanos.

    ResponderExcluir
  4. Se não existissem os erros, não existiria aquele desejo de acertar sempre, de buscar mais, não existiriam desafios. E pra confessar, acho que eles são importantes na nossa formação de personalidade.

    Um beijo Angelus, obrigada pelo carinho tá?
    volte sempre, será uma honra te-lo no blog.

    ResponderExcluir
  5. Os erros fazem parte de nossa vida, são inevitáveis, mas devemos sim, aprender com eles, afinal de contas, só se acerta errando.

    Abração pra ti.

    ResponderExcluir
  6. Olá,

    Visitando o blog do Vitor Serrano, vi seu comentário e resolvei dar uma passadinha por aqui e conhecer o Teu blog.

    gostei muito e me identifiquei com seu texto..rs..Erros e acertos fazem parte do nosso aprendizado. Aprendi muitas coisas errando e ainda tenho muito o que aprender, acho.

    Tenha uma ótima terça feira.
    Tudo de bom.
    Estou seguindo seu blog, passa lá no meu para conhecê-lo, será um prazer receber você por lá.

    Abraços!

    ResponderExcluir
  7. eu, hisoka sou outra pessoa
    não tem só um escritor nesse blog

    ResponderExcluir
  8. Sabe quando você lê um texto e se vê nele? Então, foi o que aconteceu comigo quando li o seu pois estou numa situação quase parecida com essa, com a diferença que já não sou mais um novato. Mesmo assim, eu entendo muito bem esse sentimento de peixe fora d´agua quando se é novo, na verdade eu o sinto até hoje. O curioso é que, assim como você relata, também fui aprendendo muito com cada tombo e machucado decorrido dos erros que cometi ao longo desse caminho. O melhor de tudo é que me orgulho por nunca ter desistido e estar cada vez melhor com o tempo. A gente erra, erra e uma hora aprende. Depois, é como vinho, fica melhor com o tempo. É preciso ter paciência e fé também. Adorei seu texto.

    Tenho um texto meu recente que acho que dialoga com esse seu e gostaria muito de compartilhar o link com você. Não precisa comentar se não quiser, é só um convite pra você de leitura, ok?
    O link http://fluindolhar.blogspot.com/2011/06/o-valor-da-experiencia.html

    Parabéns mais uma vez pelo seu blog. É a segunda vez que visito e gosto muito. Só fugindo um pouco do assunto antes de ir, a sua poesia que eu comentei antes é muito inspiradora, sabia?

    ResponderExcluir

Seja muito bem vindo! Sua opinião pessoal sobre o post é muito importante.