Pesquisar neste blog

sexta-feira, 29 de abril de 2011

4 Não pense sobre estas palavras.



Mais uma vez deixo guiar-me pelas palavras.
Será que o amor mais provável é aquele que julgamos menos certo?
O que muda na concepção do sentimento para que a Amizade torne-se Amor?
Os olhos com que vemos, as mãos com as quais tocamos... são as mesmas.
Por que esta mudança repentina?
Pensar sobre isso tira toda a magia.
Não faça tal coisa sobre si mesmo e mais alguém.
Deixe apenas que tudo siga seu curso normal...

Angelus.

4 comentários:

  1. Num primeiro momento é assim mesmo, não queremos sob hipótese alguma pensar nessa possível mudança com o medo que, de tanto idealizar, ou pensar, estaremos destruindo esse sentimento que se transforma. Contudo, entretanto, todavia, depois que existe essa mudança, e que o melhor acontece, que é aos dois lados, ambos passamos a analisar felizes e extasiados essa nova cara do sentimento primário que é o amor. Afinal, quando temos amizade por alguém, temos amor por ela. Passamos a dizer: "que bom que você apareceu na minha vida", a pessoa estava lá o tempo todo, mas não nos proporcionava borboletas no estômago.

    ResponderExcluir
  2. Lindo poema,muito poético, simples e objetivo. Parabéns pelo teu blog, muito bom.

    ResponderExcluir
  3. O amor pode, sim, nascer de uma bela amizade, basta-se ver a pessoa de um outro ângulo. Mas o amor não é algo que pode ser analisado para depois tornar-se amor, ele nasce apenas. Seja de sorrisos, de momentos vividos que serão sempre lembrados, de comunhão de segredos. O amor não precisa viver sob constante interrogação, basta-se apenas deixá-lo acontecer, como um rio com seu ciclo natural, assim é o amor, baste-se em vivê-lo.

    ResponderExcluir
  4. Tem horas em que não podemos misturar o pensar com o sentir para não perder toda a magia do momento. Acredito que o grande barato e charme da vida seja esse, as suas surpresas que se escondem até mesmo no tempo que, acredito, dificilmente podem ser previstas com exatidão. Do contrário, perderia-se a essência do inesperado. Já dizia um grande professor de literatura que tive: ``o amor bom é o amor impossível``. E acrescento dizendo que este amor impossível é bom justamente por nos fazer despertar coisas que nem imaginamos que estejam dentro de nós. Por isso tudo, acho importante que se deixe viver e sentir mas não sem também refletir um pouco

    ResponderExcluir

Seja muito bem vindo! Sua opinião pessoal sobre o post é muito importante.